Delegados de Base querem resposta da PCR sobre campanha salarial

De acordo com o SIMPERE, prefeitura ainda não convocou professores para discutir sobre reivindicações

O Encontro de Delegados de Base deste mês de maio, realizado no auditório do Sindicato dos Bancários durante todo o dia, reforçou a importância e urgência de se discutir a campanha salarial com a Prefeitura do Recife, que até agora não se pronunciou. Outros pontos como reajuste do piso salarial, revisão dos cálculos, ensino profissionalizante, Marcha a Brasília e SBPC também foram levantados no encontro.

Eunice Nascimento, secretaria geral do sindicato, leu um documento que será entregue à CNTE solicitando que a mesma exija a revisão do cálculo do valor do piso para 20,16%.  Na ocasião também foram aprovadas moções de repúdio ao pastor Feliciano e moções de apoio aos professores de Jaboatão que irão deflagrar greve nesta quinta-feira (09) e aos servidores de Camaragibe, que vêm sofrendo ataques da prefeitura do município.

Com relação à campanha salarial, a direção do SIMPERE informou que a PCR ainda não convocou o sindicato para discutir sobre as reinvidicações da pauta. Já no que diz respeito à aula-atividade, a comissão que encerra seus trabalhos junto à prefeitura no dia 17 de maio, ainda não obteve uma resposta positiva sobre a questão. De acordo com Simone Fontana, coordenadora geral, “a prefeitura está desprezando a nossa pauta e esse descaso é um desrespeito à categoria”. E salientou: “Agora cabe a gente avaliar essa atitude e ver o passo que vamos dar”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três + três =