Assembleia vota por unanimidade: a greve continua! Negocie, Geraldo Julio!

Assembleia vota por unanimidade: a greve continua! Negocie, Geraldo Julio!

Créditos: Raíssa Bezerra

Em assembleia realizada na manhã desta sexta-feira (13) professores e professoras votaram por unanimidade na continuidade da greve.

A diretoria do SIMPERE não titubeou ao defender na assembleia pela continuidade da greve, aumentando os piquetes nas escolas a partir da segunda-feira.

O movimento de professores e professoras teve início nesta quarta-feira (11) e conta com uma adesão muito forte da categoria. O comando de greve reunido avaliou um índice de 90% de paralisação nas escolas e creches.

A necessidade de demonstrar força frente a uma Prefeitura arbitrária falou mais alto e a categoria está construindo uma greve que já entrou para a história da educação pública municipal.

A gestão PSB/PCdoB reproduz práticas autoritárias e alega não negociar com grevistas, apesar de já ter o feito em outras situações. Se nega a ir para a mesa conosco, e nos pressiona a encerrar a nossa greve.

Estivemos durante toda a quinta-feira no Pátio da PCR, quando uma comissão de mobilização procurou vereadores para interceder neste impasse. Nossa movimentação na câmara foi vitoriosa, e uma comissão diversa de vereadores se formou, dialogando com Geraldo Julio, que impôs o fim da greve para reabrir o diálogo.

A Prefeitura quer desmontar a nossa greve: utilizou do arsenal jurídico para colocar na ilegalidade do movimento, assinada pelo desembargador José Américo, que imputou uma multa abusiva de 250 mil reais por dia parado.
Geraldo Julio se diz oposição ao governo Bolsonaro, mas nas práticas autoritárias eles andam lado a lado.

A assembleia saiu em uma forte passeata pela Av. Conde da Boa Vista, contando com apoio e solidariedade da população. Nos dirigimos até a câmara de vereadores, que infelizmente, estava fechada. Diferente de toda a classe trabalhadora, vereadores e vereadoras só tem expediente até a quinta- feira.

Geraldo Julio achou que nos colocaria entre a cruz e espada, mas o que ele não sabe é que nós temos ampla confiança na força de nossa categoria em greve. Somos mulheres e homens que construímos com nosso suor a educação nesta cidade, estamos cientes de nossa força e capacidade de mobilização. Nenhum passo atrás! Não é um capacho de empreiteira que vai bater na mesa e nos intimidar: vamos até a vitória.

Convocamos toda a categoria a fortalecer os piquetes na segunda-feira e para uma assembleia na terça-feira.

A greve CONTINUA!
Geraldo Julio, a culpa é sua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × três =