BASTA DE EXPLORAÇÃO E OPRESSÃO, GERALDO JULIO!

BASTA DE EXPLORAÇÃO E OPRESSÃO, GERALDO JULIO!!!

Não reconhecemos um calendário de reposição que não tenha sido resultado de uma discussão democrática com a categoria, em seus fóruns legítimos com sua entidade de classe. A maioria das professoras está em sala de aula e não foi consultada. Não houve nenhuma discussão com a maioria dos(as) professores(as), nem com o sindicato. Então é uma medida autoritária, antidemocrática; como esta Prefeitura vem fazendo desde o dia 17 de março, quando as aulas foram suspensas devido à pandemia.

Essa medida não tem legitimidade democrática alguma. Ontem (03/09), a plenária de professores 2 juntamente ao SIMPERE, encaminhou que todos os professores e professoras não devem trabalhar nos sábados e feriados até que sejamos ouvidos e construamos proposições efetivas e que nos levem em consideração. Queremos discutir tanto este calendário como os demais problemas — as aulas absurdas no sábado em plena quarentena, e essa quantidade exagerada de horas online e exposição a telas, que nem professores nem estudantes estão suportando.

É uma ação de um autoritarismo sem comparação, visto que não foi discutido com a entidade de classe e nem com a categoria de forma geral. E também é absurdamente desumana, pois 90% da categoria são de mulheres e muitas são mães de família estando em quarentena com seus filhos. Isso está deixando os professores e professoras doentes e na exaustão.

Sempre defendemos a gestão democrática, a autonomia do professor, a decisão junto com a categoria sobre os rumos que ela deve seguir, e a Prefeitura está passando por cima disso, através da gestão de Geraldo Julio.

NÃO VAMOS ACEITAR! ENVIE SEU RELATO, PRINT, REGISTROS DE ABUSOS AO SIMPERE

É possível travar uma batalha contra isso, como já fizemos em outros momentos — contra o ataque às acumulações, contra o desvio de função; e agora temos que barrar essa exploração sem limites, e também essa opressão às professoras do Recife. Então chega de tanta arbitrariedade. Vamos barrar isso junto com a categoria!

Enviem seus relatos para simpererecife@gmail.com com o título “Como me sinto frente às imposições da PCR no período das aulas remotas?”

Precisamos que você, professor(a), seja o mais detalhista possível, se possível, anexando ao relato atestados médico, documentações, fotos, vídeo da estrutura disponível para aula remota, ou qualquer registro para completar e comprovar o seu relato.

Direção colegiada SIMPERE – Gestão resistência e luta – Filiado à CSP-Conlutas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 − quatro =