Estupro culposo não existe. #JustiçaPorMariFerrer

A justiça brasileira mais uma vez mostra a complacência com gente rica e compactua com a humilhação de uma vítima de estupro.

O estuprador Luiz de Camargo Aranha Neto é empresário de jogadores de futebol e filho do advogado da TV Globo.

Seu advogado Cláudio Gastão da Rosa Filho é um dos mais caros de Santa Catarina e defende nomes como Olavo de Carvalho e Sara Winter.

O advogado conseguiu convencer o juiz Rudson Marcos de que a postura anterior da modelo e influenciadora digital Mariana Ferrer justificava o estupro, através de fotos sensuais. A perícia médica comprova que até então a mulher nunca tinha tido relações sexuais, além de constatar presença de esperma do estuprador em sua roupa.

A vítima alega ter sido dopada e as mensagens sem nexo enviadas por ela logo após sair da presença do estuprador evidenciam isto, mas ela não conseguiu mostrar provas na justiça.

Tudo isso foi motivo para que o juiz permitisse que o advogado do estuprador humilhasse a vítima em prantos na audiência que concluiu que o ESTUPRO foi NÃO INTENCIONAL, o que abre pressuposto para muitas outras defesas de estupradores, e a palavra da vítima, que até então tem maior peso nos julgamentos, perde força.

Não vamos ser coniventes com essa atrocidade. #JustiçaPorMariFerrer

SIMPERE – Gestão Resistência e Luta – Filiado à CSP Conlutas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − 8 =