NÃO À DEMISSÃO DE ÁUREO CISNEIROS! REINTEGRAÇÃO IMEDIATA!

 

Uma nota no diário oficial desta terça-feira (05) anunciava a demissão do policial civil e sindicalista do Sinpol (Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco), Áureo Cisneiros. O líder sindical, que enfrenta um processo de perseguição pelo governo do PSB desde 2017, esteve sempre em rota de colisão com a gestão de Paulo Câmara (PSB/PCdoB), que ao longo de seus anos de governo, retirou direitos dos trabalhadores policiais civis e desvalorização profissional. O SIMPERE vem, por meio desta, repudiar esta atitude de criminalização do PSB, prestar solidariedade a Áureo e exigir imediata revogação desta resolução.
Infelizmente, este não é um caso isolado: perseguição política é uma marca forte das gestões do PSB em Pernambuco. Os sindicatos e suas lideranças são inimigos deste governo, que não se intimida em criminalizar as lutas e seus representantes. Sindicatos municipais e estaduais e lideranças políticas testemunham um governo de repressão a quem se organiza: professores e professoras do Recife já amarguram greves decretadas ilegais com descontos absurdos, fechamento de diálogo em tempos de greve; rodoviários e rodoviárias se enfrentam com o conluio do governo Paulo Câmara com empresários do transporte e consequente criminalização das direções a frente de suas lutas. O SINPOL é um forte sindicato que sofreu com as investidas de desmobilização do PSB e Áureo foi, e é uma importante voz contra a política de Paulo Câmara, um ativista das lutas sociais contra o fascismo. Somos fortemente contra a sua demissão, defendendo sua imediata reintegração e garantia de estabilidade. Lutar não é crime!

SIMPERE – Gestão Resistência e Luta | Filiado à CSP Conlutas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 − 6 =