SIMPERE participou de uma reunião na comunidade do Coque na manhã desta terça-feira (18) com professoras e professores, pais e o conjunto da comunidade escolar em defesa da permanência de Elis Araújo, que foi exonerada de forma arbitrária e antidemocrática pelo governo João Campos (PSB). A democracia nas decisões escolares é um dos pilares mais importantes da educação pública e participativa. 

 

O governo do PSB descumpre a lei 17.950/2013 que dispõe sobre a realização de eleições diretas para a escolha dos gestores escolares como um dos instrumentos da gestão democrática nas unidades educacionais. João Campos precisa cumprir a lei e devolver à comunidade escolar o direito de escolher através do voto os/as professoras que irão dirigir a unidade de ensino!

 

Estamos mobilizadas (os) junto com a base em defesa da autonomia e democracia nas escolas. É preciso denunciar a exoneração arbitrária de Elis e lutar por eleições diretas para as unidades educacionais já!

 

SIMPERE – Gestão É Tempo de Mudança – Filiado à CNTE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

nove − 7 =