Manhã agitada na Secretaria de Educação

 

Cerca de 20 professores da Escola Municipal Nilo Pereira se reuniram hoje no quarto andar da Prefeitura do Recife, o motivo da reunião foi o fechamento de nove das onze turmas da escola e consequentemente a transferência dos professores. A prefeitura alega que não houve demanda suficiente de estudantes, por isso o fechamento de turmas.

Difícil explicar esse fato inusitado uma vez que essa escola atende estudantes de outras quatro escolas da região, irá absorver os alunos do Colégio Marista que fechou e atende quatro grandes comunidades de Casa Amarela.

O que é certo dizer é que os professores e os estudantes dessa comunidade escolar nos últimos anos vem sendo referencia de luta para os movimentos sociais, estudantil e sindical, foi assim em 2015 com a tentativa da prefeitura de transformar a escola em tempo integral, mesmo sem ter estrutura física para comportar essa demanda. Em 2016 na onda das ocupações contra a PL241 e pelo Fora Temer, os estudantes da Escola Nilo Pereira ocuparam a escola colocando além das pautas nacionais, outros pontos como melhoria da estrutura física, e o fim dos desmandos e homofobia  da gestora.

Sabemos muito bem os métodos utilizados para desmoralizar os que lutam numa forma clara de criminalizar os movimentos sociais. A gestão de Geraldo Julio (PSB) tem sido craque nesse item.

A luta pelo não fechamento das turmas continua. Está agendada uma nova reunião com o Secretário de Educação Alexandre Rebêlo.  Vamos manter a mobilização para garantir que sejam reabertas as matrícula e mantidas as turmas na escola!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − 10 =