Em mesa, reafirmamos o NÃO à proposta de 1,5% e as negociações seguirão! Pelo Piso na carreira!

Em mesa, reafirmamos o NÃO à proposta de 1,5% e as negociações seguirão! Pelo Piso na carreira

 

Aconteceu na manhã desta segunda-feira (20/12) uma mesa com a Secretaria de Administração e a Secretaria de Educação do governo João Campos (PSB).

 

A prefeitura apresentou os 1,5% novamente e nós

fomos categóricos: 1,5% de reajuste não cobriria sequer a defasagem salarial ocasionada pela Reforma da Previdência Municipal, com o aumento de 2% da alíquota de arrecadação. Esta proposta rebaixada já foi recusada em assembleia geral da categoria, que não aceita discutir nenhuma proposta que não considere a aplicação do reajuste do piso salarial.

 

Pressionamos pelo nosso piso salarial na carreira e com a força da nossa categoria, a mesa segue aberta para janeiro de 2022.

 

Precisaremos estar mobilizadas e mobilizados, pois será anunciado o reajuste nacional da educação de 31% para seguir a lei do piso, e é isto que vamos pleitear frente à prefeitura. O piso é lei e precisa ser na carreira da professora e do professor. As negociações seguem, fruto da nossa pressão.

 

Um ato público acontecia em paralelo às negociações, e contou com a apresentação do grupo de teatro TEAMU, que com ludicidade politizou a nossa mobilização. Na imprensa, defendemos a valorização profissional e a educação pública e de qualidade, com respeito à lei do piso.

 

SIMPERE – Gestão É Tempo de Mudança – Filiado à CNTE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

treze + 15 =