Ditadura NUNCA mais! Não esquecer para nunca se repetir!

📌 Entre 31 de março e 2 de abril de 1964, as Forças Armadas, junto com parlamento e STF, foram protagonistas de um verdadeiro crime da história nacional: orquestraram um golpe de Estado contra um presidente que havia chegado ao cargo democraticamente, impondo um regime ditatorial.

📌 Por 21 anos o Brasil viveu o horror da censura, tortura, altas inflações e o aumento da desigualdade social. Os militares no poder quebraram o país e silenciavam violentamente quem resistia a este regime

📌 De acordo com dados da Comissão Nacional da Verdade (CNV), que encerrou os trabalhos no final de 2014, o número oficial de mortos no Brasil durante a ditadura é de 434. Desse montante, 210 foram considerados desaparecidos. Mas os dados oficiais não correspondem à realidade da noite que durou quase 21 anos (1964-1985), pois certamente há subnotificação.

📌 O Simpere se soma à luta incansável pela democracia, por nenhuma anistia e pela verdade, memória e justiça. A lição correta da história faz com que ela não se repita. No dia 8 de janeiro de 2023 a ultradireita brasileira foi à Brasília imbuída de golpismo e inspirada nos militares de 64, e foram exemplarmente detidos e devem pagar pelo que fizeram. A democracia é uma luta constante!

Simpere- Forte, Plural e de Luta – Filiado à CNTE e à CUT

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

cinco × três =