🌈17 de maio, Dia Internacional de Combate à LGBTfobia ✊🏿

Na física, o prisma separa as cores. E em sala de aula, a gente aprende a unir todas elas. Igualdade, liberdade e justiça para todos. Hoje, completam-se 34 anos desde que a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou que “a homossexualidade não constitui doença ou distúrbio”, retirando esta condição da Classificação Internacional de Doenças (CID). A data é lembrada, por isso, como o Dia Internacional de Comabate à LGBTfobia. O Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtorno Mentais, de 1952, da Associação Americana de Psiquiatria, também listava a homossexualidade como uma doença a ser tratada.
Após uma revisão, em 1973, a homossexualidade deixou de constar como transtorno mental e, 17 anos depois, em 1990, saiu da classificação da CID.
As decisões são um marco na compreensão da homossexualidade como identidade sexual e que, portanto, não precisa ser curada. O Simpere luta por uma educação pública que garanta diversidade e pluralidade com respeito e direitos sociais.

Simpere – Forte, Plural e de Luta – Filiado à CNTE e à CUT

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

sete + onze =