ESCOLA INTEGRAL PARA POUCOS – PRECARIEDADE E EXCLUSÃO PARA MUITOS

ESCOLA INTEGRAL PARA POUCOS – PRECARIEDADE E EXCLUSÃO PARA MUITOS

 A maioria das escolas do Recife   possuem estrutura física precária, funcionam em locais adaptados ( casas, associações, galpões, etc) , as  salas  de aula são quentes, mal iluminadas e de péssima acústica. Diante deste quadro, a Prefeitura do Recife pretende implementar as escolas  Integrais na rede de ensino, começando em 2014 por cinco escolas, criando ilhas de excelência no caos que é a rede de ensino no município. Mas não é só isso, essa implementação está sendo feita sem construção de novas escolas, o que faz com que sejam expulsas das escolas turmas inteiras, como na Escola Nadir Colaço onde serão  transferidas nove turmas para outras escolas próximas, onde a estrutura física mal comporta os alunos que já estudam nelas e com histórico de desabamento de telhados ( Escola Abel Gueiros e Escola Cecília Meireles).

Hoje já existem na rede algumas escolas integrais que estão abandonadas pela secretaria de educação e funcionam sem condições mínimas de dar atendimento as crianças o dia todo, apesar de todo empenho dos professores e funcionários.

Por que a prefeitura não cuida das já existentes?

Basta de projetos mirabolantes! Geraldo Julio e Valmar Correa queremos educação de qualidade para TODOS estudantes!

Plenária com as escolas que passarão a horário integral dia 26/12 às 9h no Sindicato dos Bancários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze − dois =