PRESSÃO DA CATEGORIA FAZ GOVERNO APRESENTAR 10,06%, MAS AINDA MUITO DISTANTE DO NOSSO PISO SALARIAL

PRESSÃO DA CATEGORIA FAZ GOVERNO APRESENTAR 10,06%, MAS AINDA MUITO DISTANTE DO NOSSO PISO SALARIAL

O governo João Campos (PSB) ficou contra a parede com a paralisação e vigília das professoras e professores do Recife nesta segunda-feira (14/02). Demos o nosso recado nas ruas: PISO NA CARREIRA JÁ! Enquanto a mesa de negociação financeira acontecia, a prefeitura saiu de 8% para 10,06% após sairmos às ruas em passeata na Madalena. Nossa pressão fez tremer a prefeitura e seguiremos mobilizadas(os) em defesa do nosso PISO NA CARREIRA.

Aumentamos o índice apresentado pela prefeitura a partir da nossa força, mas 10,06% não chega nem perto dos 33,23% previstos na LEI DO PISO SALARIAL. Não abrimos mão do cumprimento da lei, seguiremos visitando cada unidade escolar, convocando a nossa categoria para a próxima assembleia do dia 16/02, às 14h, pelo Zoom.

Decidiremos coletivamente os rumos da nossa categoria: a força da mobilização neste dia deixou nítido que há disposição de avançar na luta. Na última assembleia aprovamos o estado de greve e defesa do nosso piso. O recado das professoras e professores para João Campos é: ou paga o piso com rebatimento na carreira para toda a rede ou vamos à greve e com toda força! JOÃO CAMPOS, CUMPRA A LEI: PAGUE O PISO NA CARREIRA!

#pagueopisonacarreira
#cumpraalei
#joaocamposforadalei

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

onze − 7 =